Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



(03)

por Sara, em 04.05.14

Ela era tão bonita. Tão pura, tão diferente. Era a rapariga mais extraordinária que Gonçalo alguma vez conhecera. O seu cabelo claro, cheio de jeitos, caía-lhe pelas costas, percorrendo aquele que era considerado por ele o corpo mais perfeito de todos. Os seus olhos verdes eram como estrelas cadentes e ele adorava a maneira como eles se iluminavam quando ela falava das coisas de que verdadeiramente gostava. Ver o seu sorriso fazia Gonçalo sentir que tinha ganho o dia. Fazia-o sentir como se tivesse descoberto a missão que queria cumprir todos os dias da sua existência: cuidar dela. Acordar ao lado dela, levar-lhe o pequeno-almoço à cama, dar-lhe um beijo apaixonado antes de ir para o seu emprego e preparar-lhe um grande jantar para que quando ela regressasse do seu trabalho pudesse relaxar. E depois, depois ansiava por fazer amor com ela toda a noite até ser obrigado a parar pela manhã que se aproximava. Ele queria fazê-la rir nos dias em que estivesse em baixo, protegê-la quando ela se sentisse só e acarinhá-la quando ela não reconhecesse tudo o que significava para ele. Ele queria que ela se sentisse como uma princesa, a verdadeira princesa que ele sabia que ela era.

 

E doía-lhe saber que nunca o ia poder fazer. Que agora ela estava com o seu irmão. Ele sabia que ela estava bem entregue e não duvidava que Rodrigo a conseguisse fazer feliz, pois tinha o privilégio de o conhecer como ninguém e sabia que ele era um rapaz excelente. Mas ele próprio também era um rapaz excelente. E merecia a hipótese de fazer feliz a rapariga dos seus sonhos.

Se ao menos ele pudesse...

 

 

Outra lágrima caiu. A campainha tocou.

- Então meu, não vens para a aula?- perguntou Tiago, o seu melhor amigo.

- Sim, claro, já lá vou ter.

Mas não se mexeu. Ficou parado, no meio do corredor, a olhar para ela.

A miúda que ele amava, nas mãos de outro. Nas mãos do seu irmão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:53


63 comentários

De lostdreams a 05.05.2014 às 00:16

apesar de muito triste, eu adorei!

De C. ✿ a 05.05.2014 às 01:28

wooooooooow, que texto! Adorei completamente, embora acabe de uma forma má :\
Gostei especialmente dos montes de coisas que ele fazia por ela e com ela :) realmente não é de todo um amor correspondido.. "por causa" do irmão :\ aii, coitadinhoo do Gonçalo!

De Ynis a 05.05.2014 às 16:07

O.O omg.. este texto ficou magnífico! coitado do rapaz. estar apaixonado e não ser correspondido, ainda mais saber que a rapariga que ele gosta, está com o irmão :/
isto vai ter continuação, right?
--
quanto ao teu comentário, irás ver outros. e agora os próximos dois dias não serão sobre os Mars ahahah xD'D

bjs.

De Joana Freitas a 05.05.2014 às 16:23

Isto é o que se chama de facada nas costas! Pode ser que isto dê umas voltas e ele logo se anima :)

De Jessica Matthews a 05.05.2014 às 16:36

oh meu deus, está tão bonito! apesar do final isto ficou wow mesmo espectacular 

De Maятa a 05.05.2014 às 18:58

Coitadinho... Mas vai correr tudo bem, não vai? Espero que sim :)

De Maятa a 05.05.2014 às 19:11

Já publiquei um novo capitulo da minha fic http://stories-of-a-lifetime.blogs.sapo.pt/ Espero que gostes :)

De twilight_pr a 05.05.2014 às 19:28

Ai tadinho >< tadinho do meu fofo!
Ai meu Deus, isso custa imenso *-*
Ai adorei o capítulo, mas deu-me um aperto no coração!

De twilight_pr a 05.05.2014 às 19:40

É verdade xDDD eu tenho tantas crushes *-*
xDDD

De francis marie a 05.05.2014 às 20:06

ai isto continua tão triste, mas mesmo assim e gostei tanto *-*

Comentar post


Pág. 1/7




Links

Blog de moda

Social Media


Bloglovin

Follow

Pesquisar

Pesquisar no Blog